SJPII Paroquia

Padre Batalha
Padre Edvaldo Batalha de Sousa

Nascido em José de Freitas, padre Edvaldo Batalha de Sousa nasceu no Estado do Piauí, no dia 19 de setembro de 1964. Desde cedo se interessou em seguir a carreira eclesiástica. Mas, por falta de oportunidade, não foi possível ingressar em seminário quando vivia com a família no Nordeste. No início, a luta de padre Batalha para consagrar sua vida à Igreja Católica e ao monastério não foi fácil. As dificuldades levaram-no a outras experiências profissionais, como a de offce boy (em português essa função é denominada de "contínuo"), e, posteriormente, a de funcionário do Aeroporto Internacional de Brasília, antes de entrar para um seminário. Ele reside na capital federal há 33 anos, para onde veio quando ainda era adolescente. E foi em Brasília que Edvaldo Batalha realizou o sonho e se estruturou na vocação sacerdotal.

Finalmente, em 4 de fevereiro de 1985, ele ingressou no Centro Vocacional Arquidiocesano de Brasília, Seminário Menor Bom Jesus, e permaneceu por três anos. Além do diploma do Ensino Médio, Batalha saiu desse seminário com conhecimento complementares em latim, relações humanas, música e outras. Iniciou, assim, seus estudos preparatórios para o sacerdócio. Em 1986 começou os estudos mais exclusivos e aprofundados de música na Escola de Música de Brasília, onde permaneceu até 1993, dedicando-se ao canto lírico e adquirindo formação em canto coral.

Em 1988, principiou os estudos de Filosofia e Teologia no Seminário Nossa Senhora de Fátima, no Lago Sul, onde residiu por sete anos. Em 14 de novembro 1993, foi ordenado diácono e, um anos depois, em 3 de dezembro de 1994, foi ordenado padre, na Catedral de Brasília. Em 1994, ainda como diácono, viajou para os Estados Unidos para uma pequena temporada de estudos na Universidade Católica, em Washington. Em fevereiro de 1995, assumiu e permaneceu por dois anos e meio como pároco da Paróquia Maria de Nazaré, em Samambaia. De fevereiro a junho de 1995, estudou inglês no Centro Europeu de Idiomas e, no mesmo período, aprendeu francês, na Aliança Francesa, e italiano, na Casa da Itália, na Asa sul.

No meio do ano de 1997, ele foi para Roma a fim de dar continuidade aos estudos de música. Lá residiu por oito anos no Colégio Pio Brasiliano e estudou no Conservatório de Música da Santa Sé Tommaso Ludovico da Victoria, onde fez o Curso de Animação Litúrgico-Musical e deu continuidade aos estudos de canto lírico. Finalmente, diplomou-se como cantor lírico. Fez também a formação em musicologia e técnica da voz para o canto gregoriano-coral no Conservatório Santa Cecíla, que pertence à Santa Sé.

No mesmo período, fez um mestrado em Antropologia, na Pontifícia Universidade Teresianum, em Roma. Continuou estudando e, com uma bolsa, fez o mestrado e o doutourado em filosofia, na Pontifícia Universidade Dominicana Angelicum. Naquele mesmo período, entre 1998 e 2003, ele foi vice-pároco (vigário paroquial) na co-catedral de Spoleto e Nórcia. Na comunidade de Nórcia, situada na região da Umbria, Província de Perugia, ensinou a técnica da voz no Mosteiro das Monjas Clarissas.

Em 1998, trabalhou, no período de férias, na Hewlett-Packard Company, na Alemanha, para manter-se nos estudos. Em todos os cinco primeiros anos, estudou inglês e francês em uma escola em Roma. Em 2000, no periodo de férias, foi a Londres estudar inglês durante três meses e, novamente, em 2002. Em Roma, cantou no coro do conservatório, onde, frequentemente, apresentavam-se nos concertos das basílicas, em vários teatros na Itália e em atos culturais nas universidades de Roma.

Retornou ao Brasil em meados de 2003 e foi professor no Seminário de Brasilia, na Faculdade dos Franciscanos, vinculada à Universidade Católica de Brasília, e na Faculdade de Filosofia e Teologia da Arquidiocese de Brasília. Quando retornou da Itália, foi pároco da Paróquia São Domingos Sávio, no Riacho Fundo I, durante dois anos e meio. Em agosto de 2005, foi para a Alemanha para trabalhar e estudar. Foi pároco da Paróquia Santo Antônio, em Dortmund e deu assistencia na Missão católica portuguesa em 13 diferentes cidades: Dortmund, Witten, Unna, Langschede Neheim Iserlohn Hagen, Meschede Wickede Menden, Minden, Werl, Guteslohr, entre outras, no Território Arquidiocesano da Arquidiocese de Paderborn, na Província de Norderheinwestfalen.

Nesses oito anos em que viveu na Alemanha, estudou alemão nas seguintes instituições: Grund Stuff I II III, no Auslandstitutt e no PDL: e Mitel Stuff I e II, na Universidade de Dortmund e Academia Klausenhoff. Na Alemanha, ensinou música, trabalhou com coral e fez uma especialização de técnica de voz. Ao retornar a Brasília, foi vigário paroquial na Paróquia São Pedro de Alcântara, no Lago Sul, e, atualmente, é o primeiro pároco da Paróquia São João Paulo II, em Águas Claras.